As rodovias são a BR-101, que corta mais de 30 municípios catarinenses (de Passo de Torres, no Sul, a Garuva, no Norte – 465 Km), e a BR-470, que atravessa o Estado de Navegantes a Campos Novos 



 A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou o Anuário 2021 com dados de acidentalidade e criminalidade de todo o país. O documento, publicado no último dia 16 de maio, traz números de acidentes, feridos e mortos de 2007 a 2021 e demonstra que, desde 2011, há uma queda gradativa de acordo com os registros.


O trecho da BR-101 em Santa Catarina é o campeão entre os 10 trechos com mais acidentes no País em 2021. Foram 4.094 nos mais de 460 quilômetros da rodovia em SC. Já a BR-470 no trecho que fica em solo catarinense ocupou o décimo lugar neste ranking da frequência de acidentes, com 1.207 ocorrências no ano passado.


A BR-101 aqui no Estado também a líder em feridos em acidentes (4.310) em 2021, seguida pela BR-116 em SP. A BR-470 está em penúltimo nesta parte da lista com 1.403 feridos.


No quesito mortos, entre as 10 rodovias federais com maior frequência de óbitos em todo o país, a BR-116/SP lidera, com 173 registros, contra 129 da BR-101/SC (129), que figura na sexta posição.


Acidentalidade


Nos registros de acidentalidade, o Anuário 2021 da PRF mostra que Minas Gerais ocupou o ranking dos estados onde mais ocorreram acidentes em 2021, com 8.308 ocorrências, seguido de Santa Catarina, com 7.882 e Paraná, com 7.330.

O estado de Minas Gerais também ocupa o primeiro lugar, em 2021, no número de pessoas feridas e mortas. No entanto, número total de acidentes nas rodovias federais de todo o país, em 2021, foi de 64.441, uma redução de 66,5% comparado aos últimos 10 anos. Resultado do esforço com fiscalização e ações educativas aliados à pesquisa e tecnologia investidos ao longo dos anos.





Combate à criminalidade


Já em relação ao combate à criminalidade, em 2021, houve recorde histórico na apreensão de cocaína pelo país. No ano passado, o recorde histórico foi em relação à quantidade de cocaína tirada de circulação das rodovias federais: 40 toneladas. Esse número é 25% maior do que o último recorde, que foi apreendido no ano de 2020, aponta o Anuário da Polícia Rodoviária Federal 2021.


O documento mostra que Mato Grosso foi o responsável por 32% das apreensões de cocaína pelo Brasil, em 2021. No anuário também estão descritos outros números de combate à criminalidade, como os crimes ambientais. No ano passado mais de 24 mil animais silvestres que sofriam maus tratos e eram transportados de forma ilegal foram resgatados; e mais de 40 mil m³ de madeira apreendidos.


No documento também é possível verificar as rodovias no país de maior frequência de acidentes, além dos principais tipos e causas. Transitar com velocidade incompatível, por exemplo, foi a causa responsável por 10% dos acidentes no ano passado, resultando no óbito de 675 pessoas somente por esse motivo. Outros dados na análise de acidentes estão disponíveis no anuário, como a pista onde ocorrem, condição meteorológica, e o número de ocorrência por mês, semana e horário; além da faixa etária, gênero do motorista e tipo de veículo.



Acesse aqui o Anuário da PRF 2021


Fontes: Site PRF e Anuário da PRF 2021
Foto/Divulgação: Arteris Litoral Sul (Trecho da BR-101 entre Palhoça e São José)

Deixe seu Comentário